Browse By

Vircator – Viagem introspectiva pelo outerspace minhoto

PartilharShare on Facebook55Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn1Share on Tumblr2

vircator - atthevoidsedge

Viana do Castelo. Minho. Vircator. Três preciosidades numa semana. Viana e Minho dispensam apresentações. Os Vircator, banda de Viana e do “outerspace” entraram na nossa playlist por sugestão de um amigo e por aqui ficaram.

Nasceram em 2012 duma união de apelo ao rock experimental. No início deste ano lançaram o primeiro álbum, “At the Void´s Edge”, gravado pela HertzControl Studios. Para já, vale a pena ouvi-los no Bandcamp e comprar o álbum por 5 biscas. Sábado dia 30, podemos vê-los no concerto que acontece no Porto Rio = Barco Gandufe, no Porto.

Buzzstop – Vircator num adjetivo? (ou qualquer palavra que vos venha à cabeça)

Paulo Noronha – Introspectivo.

­ B – Onde e como nasceram?

PN – Somos todos de Viana do Castelo e conhecemo­-nos daqui da cidade, uns há mais tempo do que outros. Fomos sempre pessoas ligadas à música e começámos a tocar juntos em 2012. Quando o Zé Pedro, o nosso primeiro guitarrista, prosseguiu com os seus projectos pessoais, o nome do Gustavo surgiu no sentido de preencher o espaço criativo deixado em branco.

­ B – O que fica nesta localização misteriosa nos confins do norte de Portugal, 41.89505,­8.81056 que é o título da primeira faixa do vosso último álbum?

PN – É a localização onde o trabalho dos Vircator foi gravado, ficou como título da primeira faixa pois só naquela exacta localização é que foi possível concretizar algo daquele  género. Acima de tudo, fica um obrigado ao Marco Lima e à sua sabedoria e dedicação ao nosso álbum.

SEGUINTE
PartilharShare on Facebook55Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn1Share on Tumblr2

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *